Prefeitura Municipal de Jerônimo Monteiro

Você sabia? A Sede da Prefeitura está funcionando das 08:00 às 11:30 das 13:00 às 16:30.
Imprimir Email

Institucional

ALERTA! 21 FOCOS DE AEDES AEGYPTI DETECTADOS

por Paulo Filho / Assessoria de Comunicação

16/02/2017 16:11

De janeiro ao dia 10 de fevereiro os agentes de endemias detectaram 67 focos de mosquito em Jerônimo Monteiro. Dentre eles, 21 focos são, comprovadamente, do mosquito aedes aegypti.

A Secretaria Municipal de Saúde, por intermédio de seus agentes de endemias, visitou mais de 4500 imóveis de Jerônimo Monteiro no mês de janeiro e meados de fevereiro. Segundo o relatório emitido pela Coordenadora de Vigilância em Saúde, Ana Paula Dias Lopes Gava, o número de focos é preocupante, uma vez que não havendo um combate urgente, o município corre o risco de sofre um grave surto de dengue, além de outras doenças como zika, chikungunya e febre amarela, que também são transmitidas pelo mesmo mosquito.

Não bastando o número alarmante de focos, foram eliminados 1335 depósitos de água que poderiam, futuramente, se tornar um criadouro do mosquito aedes aegypti. Um fator importante é que o mosquito pode picar uma pessoa num raio de até 150 metros do foco, ou seja, a vizinhança dos locais onde foram encontrados os criadouros também corre risco de contrair doenças.

A maioria dos focos encontrados estão nas residências. Existe uma dificuldade de vistoria em todas as casas pelo fato de muitos imóveis estarem fechados, em reforma ou aguardando para serem alugados, impossibilitando a entrada dos agentes de endemias.

Ana Paula afirma que a equipe de endemias tem trabalhado com êxito na vistoria e detecção dos focos de mosquito em todo o município, contudo, o mais importante é o apoio da população em evitar possíveis criadouros e ser também um fiscal combatente na luta contra o mosquito. “A população precisa, urgentemente, se conscientizar e tomar atitudes práticas contra o mosquito aedes aegypti em Jerônimo Monteiro, antes que seja tarde demais. Apesar do trabalho dos agentes, cada pessoa deve cuidar de sua casa eliminando os depósitos de água parada em ralos, vasos sanitários em desuso, objetos abandonados expostos a chuva, bebedouros de animais, pneus, pratos de planta, reservatório de água, lona plástica, dentre outros locais que são passivos a procriação do mosquito”, afirmou a coordenadora.

Na planilha abaixo relatamos os criadouros encontrados, o tipo de imóvel e a localização em onde foram encontrados focos do mosquito aedes aegypti em Jerônimo Monteiro. Em breve um novo relatório será emitido contemplando outros bairros que já estão sob a vistoria da vigilância em saúde.

Tabela de Casos

 



Matérias relacionadas

    Final do corpo do documento e conteúdo da página